quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Estados Unidos estabelecem meta de chegar a 2035 com matriz 80% limpa

Em discurso, Obama promete cortar incentivos a petróleo para estimular fontes limpas de energia no país
O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, comprometeu seu país com uma ousada meta: chegar a 2035 com 80% de sua energia elétrica proveniente de fontes limpas. O objetivo foi revelado em discurso proferido na noite desta terça-feira (25/1). Obama destacou a importância dos investimentos em novas tecnologias e inovação na área e chegou a afirmar que o governo vai "financiar os projetos Apollo de nosso tempo" - em referência à missão que levou o homem à Lua. 
"Nós precisamos ir atrás dessa inovação. E, para ajudar a pagar por isso, estou pedindo ao Congresso que elimine os milhões de dólares dos contribuintes que atualmente direcionamos às empresas de petróleo", adiantou o presidente americano. Obama afirmou que as empresas do setor "estão indo muito bem por conta própria". "Ao invés de subsidiar a energia de ontem, vamos investir na de amanhã", destacou.
No discurso, Obama argumentou que "os avanços em energia limpa só virarão empregos na área quando os investidores souberem que haverá um mercado para o que eles estão vendendo". Com isso, o presidente justificou a adoção do objetivo de ter 80% de energia gerada por fontes não poluentes.
"Alguns querem energia eólica e solar. Outros querem nuclear, carvão limpo e gás natural. Para alcançar essa meta, nós vamos precisar de todas elas - e eu peço a democratas e republicanos que trabalhem juntos para fazer isso acontecer", pediu o presidente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário