quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Impel e Suzlon montarão parque eólico piloto no Rio Grande do Sul

Empresas vão instalar duas turbinas para estudar a região, com planos de expandir usina no futuro
Uma comitiva de empresários e parcerios da indiana Suzlon, fabricante de aerogeradores, esteve reunida com o governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, nesta terça-feira (15/2). O grupo foi liderado pelo diretor da companhia no Brasil, Arthut Lavieri, e contou também com a presença do CEO mundial da companhia, Tulsi Tanti. Os investidores apresentaram um projeto para viabilizar um parque eólico piloto no município de Tapes. Inicialmente, seriam instaladas duas máquinas, somando 4,2MW de capacidade.
"Queremos apresentar de forma concreta ao governador, o projeto de expansão da empresa e afirmarmos nosso interesse de nos instalarmos no Estado", afirma Lavieri. Segundo o empresário, Tarso enfatizou o comprometimento do Rio Grande do Sul com a energia limpa, e com a localização do projeto de forma a impulsionar o desenvolvimento da região, e a viabilidade de exportação, visto que a área visada para a instalação da unidade é próxima ao futuro terminal portuário de Tapes.
Por trás dos investimentos está também o grupo espanhol Impel, que seria o responsável pelo parque eólico a ser instalado, enquanto a Suzlon seria a fornecedora dos equipamentos. A companhia acaba de chegar ao País, tendo concluído em janeiro a montagem de seu primeiro parque eólico em solo brasileiro, a usina de Alhandra I (6,3MW), na Paraíba, que também teve aerogeradores Suzlon.
A Impel possui mais de 15 anos de atuação na Europa, onde participa como investidora ou operadora em mais de 40 parques eólicos. No Brasil, a empresa tem planos de chegar a 1.000MW instalados nos próximos anos.
A previsão é de que os aerogeradores devem estar instalados no Rio Grande do Sul até o fim do ano. As primeiras máquinas servirão para a empresa testar o solo - por conta do peso das torres - e o regime de ventos da região, como um piloto para futura instalação de um parque eólico de maior porte.

2 comentários:

  1. Muito obrigado pelas informações.

    Você poderia me indicar alguma revista e/ou jornal especializado em energia eólica e áreas afins?

    muito obrigado,

    Rodrigo Machado Tavares, Ph.D.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Criarei uma área de links úteis no blog em breve.
      A príncipio jornal da energia e canal energia cobrem bem os acontecimentos do segmento.

      Excluir