sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Leilão de Energia Eólica deve adiar para Dezembro

É o que declarou ontem o presidente da EPE, Maurício Tolmasquim. Depende do Ministério das Minas e Energia emitir uma portaria com a nova data.

Tudo leva a crer que o adiamento aconteça pois empreendedores, MME, ANEEL e EPE temem que muitos projetos não se habilitem por decisão própria do empreendedor(não apresentando garantias) ou por não apresentar certificações de vento, o que seria considerado um fracasso nesta etapa inicial.

O adiamento é bom para ambas as partes(governo e empreendedores) pois ambas desejam o sucesso deste leilão(que seja o primeiro de muitos). Depois do último leilão (biomassa e PCH´s) em que foram negociados pouco mais de 10 MW médios, o leilão de eólica merece um números mais robustos para reforçar o compromisso brasileiro com as energias renováveis.

Com informações do Canal Energia, Agência Estado e Jornal da Energia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário