quinta-feira, 30 de julho de 2009

Quantidade de Projetos cadastrados no Leilão de Energia Eólica mostra necessidade de política de longo prazo.

A quantidade de projetos inscritos para o leilão de energia que deverá ocorrer em 25 de novembro de 2009 superou as expectativas do governo e investidores. Os 13.341 MW inscritos são equivalentes à praticamente toda potência gerada pela Itaipu Binacional!

Deve-se lembrar no entanto que as estimativas de quantidade a ser contratada para este leilão será de no máximo 2.000 MW. O mais provável é que sejam leiloados 1.000 MW, isto é, menos de 10% dos projetos tem efetiva chance de conseguir contratos de venda de energia em 2010. Mesmo que 50% destes projetos não sejam habilitados para o leilão, vão sobrar projetos para pelo menos 3 anos.

Tantos projetos já cadastrados são na realidade a demonstração da necessidade de políticas de longo prazo para a geração através de energia eólica. Se aventa na Associação Brasileira de Energia Eólica(ABEEólica) um pleito conhecido como Programa 10-10, isto é, 10.000 MW nos próximos 10 anos. Quando se tem perspectiva definida, fica mais fácil para a indústria em torno da geração eólica crescer. Foi o que aconteceu na Alemanha, e está acontecendo nos Estados Unidos, China e Índia.

O mercado mundial já está se movendo com a previsão de crescimento da energia eólica no Brasil. Investidores, bancos, fabricantes de aerogeradores, demais fornecedores e empresários em geral esperam agora que o governo contribua com a sua parte dando um norte ao novo formato de nossa matriz energética.

Nenhum comentário:

Postar um comentário