quinta-feira, 9 de agosto de 2012

EPE vê preço menor da energia eólica em próximos leilões


A fala do diretor reflete uma visão exclusivamente política do assunto. Tanto no caso do preço da eólica se manter ou diminuir como no caso das tarifas para PCHs o discurso vai de encrontro com fatos como, por exemplo, a variação cambial e o imbróglio do BNDES. No caso das PCH`s sabe-se que, na prática, a redução de preços de equipamentos para PCHs reflete em menos de 30% do custo de implantação. Nestas obras o principal são as obras civis(novamente o aço e o cimento). 

A expectativa do diretor da Empresa de Pesquisa Energética (EPE) José Carlos de Miranda é de que os preços da energia eólica recuem nos próximos leilões, previstos para serem realizados em outubro. "É esperado que os preços da eólica continuem caindo ou se estabilizem. A perspectiva é de que em alguns locais os preços caiam ainda". Em 2011, a energia eólica chegou a ser contratada a R$ 99 por Mwh.

Questionado sobre se o governo também sinalizaria para uma redução, com a diminuição do preço-teto do leilão, Miranda disse que a decisão é do ministro de Minas e Energia e que a EPE faz o trabalho de levantamento junto ao mercado e leva em consideração também o resultado dos últimos leilões. Mas admitiu que a tendência é de que os preços sejam mantidos. "A redução é proporcionada pela própria competição", afirmou.

O diretor da EPE também comentou a respeito do preço da energia de PCH. Projetos dessa fonte não têm sido contratados nos leilões porque empreendedores consideram que os preços-teto já são baixos demais. Mas Miranda argumentou que, em recentes conversas, representantes dessa área teriam dito que já conseguiram reduzir preços de equipamentos.

"Claro que se contrata primeiro as usinas mais baratas e depois as mais caras, mas num processo em que os preços vêm caindo (para algumas fontes), estas vão ser contratadas antes de outras e as que ficaram mais caras vão ser contratadas no futuro", disse.


Siga o blog no twitter

Nenhum comentário:

Postar um comentário