terça-feira, 18 de março de 2014

Centro vai formar mão de obra qualificada para eólica

Boa Notícia. A falta de mão de obra especializada já atrapalha o segmento. Vejam a matéria do Jornal da Energia.

Protocolo foi assinado pela prefeitura de Rio Grande e Instituto IdealDa redaçãoFonte MaiorFonte Menor

A cidade de Rio Grande (RS) dá um passo importante para a produção de energia a partir do vento. Na última sexta-feira (14), foi assinado um protocolo para a criação do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Energia Eólica do Sul (CPDEO-Sul). Com o acordo, instituições públicas e privadas, juntamente com o poder público, pretendem alcançar conhecimento e formar mão de obra qualificada na área de energia eólica.

O protocolo foi assinado pela prefeitura do município, o Instituto para o Desenvolvimento de Energias Alternativas na América Latina (Ideal), a Eletrosul, o Sindicato da Indústria de Energia Eólica do Rio Grande do Sul (Sindieólica- RS) e as universidades federais de Rio Grande (Furg), Pelotas (UFPel) e Santa Maria (UFSM).

Para o presidente do Ideal, Mauro Passos, a assinatura vai reforçar o papel do Estado não só como usuário do vento, mas como conhecedor de suas potencialidades energéticas. O Ideal foi fundamental para a criação do Centro, contribuindo com a ideia inicial e despertando o interesse entre os diversos setores para a questão.

“Foram quase dois anos de tratativas com o poder público, com o mundo acadêmico e investidores em energia eólica. Conseguimos unir e comprometer os diferentes setores ao se criar o CPDEO-Sul. Abrem-se as possibilidades de desenvolvermos tecnologias próprias”, afirma Passos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário