terça-feira, 29 de junho de 2010

Energias alternativas em alta

Governo federal vai abrir leilão para produção a partir de biomassa, usinas eólicas e PCHs
Investimentos em biomassa, energia eólica, solar e pequenas hidrelétricas (PCHs) podem proporcionar créditos de carbono e reduzir emissões de CO2 na atmosfera. O mercado de produção de energias alternativas vem crescendo em todo o mundo e no Brasil, o Ministério de Minas e Energia (MME) publicou no último dia 14 no Diário Oficial da União, a portaria nº 565 que aprova a sistemática e as diretrizes finais para o Leilão de Fontes Alternativas, a ser realizado dia 19 de agosto deste ano. A empresa Furnas Centrais Elétricas, mantenedora da Usina Hidrelétrica de Manso, em Chapada dos Guimarães, abriu semana passada chamada pública para selecionar parceiros privados para disputar empreendimentos eólicos do leilão. A concessionária pretende formar consórcios com participação de, no mínimo, 49%. O investimento estimado é de R$ 1,2 bilhão - somados capital próprio, dos parceiros e financiado por entidades de fomento - em projetos com geração somada de 300 MW. O leilão de fontes alternativas totalizará 15.774 MW de capacidade instalada e vai contar com 68 empreendimentos à biomassa (4.170 MW), 425 usinas eólicas (11.214 MW) e 24 PCHs (390MW), com início de suprimento a partir de 2013 com duração de 20 anos. Dá-se o nome de energia renovável à energia produzida por fontes sustentáveis e, segundo critérios de apreciação humana, inesgotáveis. Estas fontes regeneradoras de energia podem revestir a forma de energia eólica, hídrica, correntes das marés, luz e calor solares, assim como a proveniente do calor da terra. O que é igualmente decisivo é o fato da utilização destas fontes de energia sustentáveis não dar origem a emissões de dióxido de carbono ou de resíduos nucleares ativos. Aqui a energia é ganha a partir de processos a decorrer permanentemente na natureza, sendo esta energia adicionada às utilizações técnicas. Do ponto de vista físico, a energia não é renovada, mas sim constantemente adicionada a partir das referidas fontes. Com o agravamento das previsões dos cientistas sobre o aumento do aquecimento global, fica cada vez mais urgente a necessidade de substituir combustíveis, como petróleo e carvão responsáveis pelas emissões de gases por fontes limpas de energia. A Áustria é um dos países líderes do setor das energias renováveis e alternativas. Fonte: Josana Salles - Gazeta Digial - http://tinyurl.com/2ad7ra7

Nenhum comentário:

Postar um comentário