quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Brasil pode ganhar agência reguladora de energias renováveis

Proposta ainda passará por comissões do Senado O Brasil pode ter em breve um órgão destinado à promoção e desenvolvimento das fontes de energia limpa. Tramita pelo Senado um projeto de lei que propõe a criação da Agência Nacional de Energias Renováveis (ANER), que seria vinculada à Casa Civil da Presidência da República e sediada em Brasília. Segundo o texto do senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), a ANER atuaria "em estreita colaboração com a Aneel e a ANP" para o planejamento e coordenação de uma política visando desenvolver fontes como a eólica, solar, hidrelétrica,geotérmica e a energia gerada a partir da biomassa, das ondas, das marés e do hidrogênio. Crivela cita em seu projeto a Agência Internacional de Energias Renováveis (Irena, na sigla em inglês), criada em janeiro de 2009. Para o senador, a criação da ANER facilitaria a interlocução com o órgão internacional. O estatudo da Irena, assinado por 137 países, visa promover uma rápida transição para o uso de fontes limpas de energia em escala global. O PL, que terá como relator o senador Delcídio do Amaral (PT-MS), ainda passará pelas comissões de Serviços de Infraestrutura e de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado. Fonte: www.jornaldanergia.com.br - 12/11/2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário