sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Bons Ventos

Depois da contratação de 1.800 MW no leilão de energia eólica realizado em dezembro, a Associação Brasileira de Energia Eólica espera que o governo mantenha a contratação de, pelo menos, mais 1.000 MWpor ano, para manter o setor aquecido. A expectativa é conseguir nos próximos 10 anos ocupar entre 6% a8% da matriz energética do país.

Seria um crescimento forte em relação ao patamar atual, de 1%, mas ainda muito baixo na comparação com outros países, como Dinamarca (22%), Espanha (16%), Portugal (13%). A China aumenta sua oferta de energia eólica em 8.000 MW por ano.

Fonte: ABEEólica - Regina Alvarez – O Globo - 03/02/2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário